POLO CULTURAL

1. LOCALIZAÇÃO
A zona pretendida a que chamamos de “Polo Cultural”, encontra-se situada na província do Cuando Cubango, Município de Menongue. Cobre parte das mais importantes áreas da cidade, como o rio Cuebe, a estrada nacional EN280 e o palácio do governador.

2. ESTADO ACTUAL
O Polo Cultural funcionará no centro da cidade, numa área com uma extensão de 225.180 m2, e permitirá várias atividades, como artesanato, eventos ao ar livre, danças tradicionais, gastronomia, tornando o centro da cidade de Menongue mais vibrante. A implementação do Polo Cultural deverá obedecer a critérios ambientais no sentido de não causar qualquer impacto negativo ao Rio Cuebe. Madeiras abandonadas e pedras locais serão os materiais utilizados para construção de calçadas, assentos e contenção das margens do rio, sendo que a vegetação local já existente será aproveitada e mantida. Para a execução dos trabalhos, prevê-se a utilização de empresas locais, de modo a potenciar a utilização da mão-de-obra local.

3. OBJECTIVO
O Polo Cultural tem como objectivo formar um centro de criação artística através da realização de eventos culturais e educacionais. Todo o conceito da intervenção recorre a métodos construtivos específicos que permitam o aproveitamento dos materiais locais e mão-de-obra local dirigida por técnicos especialistas, no sentido de executar obras com resultados satisfatórios, pela diminuição do custo de execução e empregabilidade local.
4. PROPOSTA DE INTERVENÇÃO
O Polo Cultural foi concebido para permitir a realização de várias atividades, como artesanato, eventos ao ar livre, danças tradicionais, gastronomia. O conceito da intervenção foca-se no aproveitamento de materiais locais (madeira e pedra) para a construção de calçadas, assentos e contenção das margens do rio, sendo que a vegetação local já existente será aproveitada e mantida.

O mesmo conceito se aplica aos passeios a construir, através da utilização de solo-cimento em laterite (material local) com diversas tonalidades. Para a execução dos trabalhos, prevê-se a utilização de empresas locais, de modo a potenciar a utilização da mão-de-obra local.